Trinidad e Cayo Santa Maria (dias 5 e 6)

Acordamos em: Trinidad
Dormimos (dias 5 e 6) em: Cayo Santa Maria
Esssa foto aí eu tirei com meu celular. Não cansamos desse paraíso que são as praias de Cuba… Vamos aos dias 5 e 6 de Fevereiro!
Acordamos cedo e partimos para Cayo Santa Maria, já que todos nos disseram que este é o Cayo mais bonito de Cuba, por ser mais preservado e menos explorado. Um cayo nada mais é que uma ilha formada a partir de um arrecife de coral. Cuba tem vários deles, e um mais bonito que o outro.

Deixamos Cayo Coco de lado, para ficarmos mais tempo em Santa Maria. A viagem foi longa e a pista era a pior possível, buracos enormes e milhares de pessoas andando no meio da rua o tempo todo, o que é super normal em Cuba e nos faz questionar o que cada uma dessas pessoas fazem. 



No caminho, passamos por uma cidade bastante turística (viemos a saber depois pelo tanto de excursões para lá), que se chama Topes de Collantes. É como se fosse uma brotas de cuba, com montanhas e muitas cachoeiras. Nem citaria ela, não fosse o gigantesco hotel (Kurhotel Escambray) que passamos pela frente que não faz nenhum sentido em proporção com o que é a cidade (pequena, escondida no meio das montanhas). Descobrimos depois que é um antigo sanatório de tuberculose e até hoje, mesmo funcionando ali um hotel, é usado como centro de tratamento. 

Esse é o hotel, que parece mal assombrado…
Mari em Topes de Collantes
Enfim, fizemos 230km em 4h e finalmente chegamos. No caminho passa-se por uma estrada de 50km construída no meio do mar! Muito legal.

Mais propaganda!
Chegando em Cayo Santa Maria: a estrada que cruza uns 50km o mar!
Dessa vez ficamos em um hotel all-inclusive, o Meliá Las Dunas. Nem parece que estamos em Cuba, tudo organizadinho e claro que aqui não aparece ninguém querendo fazer negócios conosco. 
Não há outra opção de hospedagem neste Cayo além dos hotéis all-inclusive. Se quiséssemos ficar em uma casa de alquiler, teríamos que nos hospedar na cidade mais próxima, a 80 km de distância. Então, optamos por ficar alguns CUCs mais pobres para curtirmos melhor a praia, que é a mais linda que já vimos. É realmente impressionante a cor da água, os tons de azul transparente, com o sol batendo e refletindo o céu. Nunca vimos nada igual.
Infelizmente a alegria durou pouco, pois como chegamos em Cayo Santa Maria já na hora do almoço, demos uma rápida olhada na praia, o suficiente para tirarmos uma única foto e depois fomos almoçar no buffet extremamente grande do hotel, ao voltarmos para a praia o tempo já estava nublado e a cor do mar já não estava mais tão impressionante: tristeza define.
Aproveitamos os poucos momentos em que o sol aparecia para nadar e tirar fotos, a agua é realmente muito transparente e vimos alguns peixinhos. Depois, caminhamos uns 3km na praia para chegar a um local onde nos disseram que era bom para fazer snorkel, mas não era tão bom assim. É importante ressaltar que no caminho vimos alguns nudistas perdidos. 
Voltamos para o hotel, comemos mais um pouco e fomos descansar, já que não há mais nada para fazer além de comer e dormir.
No outro dia o tempo estava melhor! deu para tirarmos outras fotos!
Enfim, não há muito o que contar de lugares que são para relaxar!
até mais!

Comente!

blanc noir clips4salecom sexiest big tit striptease turn on