Rothenburg e Frankfurt

Acordamos em: Munich
Dormimos em: Frankfurt

Hoje o dia amanheceu bem ruinzinho. Pegamos nossas tralhas e zarpamos. O destino ainda era incerto. Se gostássemos, ficaríamos em Rothenburg – uma cidadezinha pequena que apostávamos que iríamos gostar mais do que Frankfurt. Se não, pegaríamos a estrada direto a Frankfurt, e dormiríamos por lá.

Saímos lá pelas 10 da manhã nos despedindo de uma Munique cinzenta e com um clima ruim. Chegamos em Rothenburg lá pelo meio dia – e o dia continuava péssimo. Na verdade, lá pegamos nosso maior frio de toda a viagem – 12 graus e com vento (lógico q não é nada comparado com o inverno por aqui, mas descemos do carro totalmente despreparados, só para depois de andar muito resolvermos voltar para o carro para buscar agasalhos.

Cafezinho delicioso em Rothenburg

Rothenburg é uma cidadezinha extremamente simpática e charmosa. Extremamente alemã. Parece um pouco com Fussen, mas muito menor. Tem também várias trilhazinhas de bike e seria legal ficarmos uma noite por lá. Maas, o tempo estava horrível e estávamos mais preocupados em descansar (sim estamos 24h exaustos, todos os dias, 7 dias por semana) do que curtir uma bad em uma cidade chuvosa. Vamos fazer assim então, bora para Frankfurt, a gente pega um hotelzinho gostoso e se tiver chuvoso, a gente fica vendo Friends esperando o dia passar e o horário do vôo amanhã chegar.

Fizemos isso, mas não antes de almoçar em um italiano bem razoável, pra não dizer médião de novo. Entramos também em uma inexplicável enorme loja de artigos de natal. Inexplicável porque a gente nunca viu uma loja de natal tão grande e decorada – mesmo não sendo natal e em uma minúscula cidade. Rothenburg é essencialmente turística mesmo, e como já meio que  “cansamos” de centrinhos turísticos, bora partir para outra!

A viagem para Frankfurt foi horrível – uma boa parte da estrada estava em construção, e pelos nossos cálculos perdemos mais de 1 hora em engarrafamentos. Mas nada de clima ruim, é nosso último dia da viagem! Quando vimos um carro que tinha acabado de ter um acidente e estava pegando fogo. Mas ao que tudo parece não aconteceu nada com ninguém .

Chegando em Frankfurt uma surpresa agradável – duas, porque a primeira foi nosso hotel, o melhor de todos até agora (para se ter uma ideia gastamos exatamente o mesmo $ do albergue em interlaken, e estamos em um 5 estrelas sensacional). A segunda surpresa agradável foi a cidade. Frankfurt é extremamente simpática! Limpa ampla e extremamente cosmopolita (um pouco parecido com Paris nesse aspecto), cidades assim fazem com que a gente se sinta bem! Exatamente o oposto de Stuttgart, por exemplo…

E para nossa maior sorte ainda, como que para fechar nossa viagem com a cereja no bolo, hoje está havendo um festival (que ocorre 1x ao ano) em que todos os museus ficam abertos no fds por 7 euros. Mas isso pouco importou pra gente. O que foi legal é que junto com isso estava havendo uma festa, como se fosse um “rodeio” só que sem rodeio. Várias barraquinhas de comida, bebida e música dos dois lados do rio. Gigantesco! Uma galera estava por lá (e poucos turistas, oba!).

Experimentamos dois salsichões famosos daqui e umas batatas que estavam espetacular. Também ficamos conversando com duas brasileiras irmãs que estavam aqui faz 30 anos. Elas nos contaram como era a vida aqui e como a decisão de mudar para a Alemanha no final da década de 80 foi a melhor que elas tomaram. Era engraçado que ao invés de falar sim, ahã quando concordavam, elas sempre falavam “hai”, meio alemão! Caminhamos um pouco com elas e a Choco (a cachorrinha, uma salsichinha alemã, mas essa não experimentamos, claro)  e fomos até a tenda brasileira que estava, junto com outra latina, uma das mais animadas do festival.

Legítimas salsichas alemãs!
Nós e outra legítima salsicha alemã não comestível

Terminamos a noite ouvindo uma ESPETACULAR banda de rock (Roxx Busters) que conseguia fazer todas as músicas parecerem gravação de tão perfeitas que eram performadas. Ficamos até o fim do show, tomando água com gás (eca, não tinha sem) e dançando ao som de Queen, Aerosmith, Guns e sendo felizes, nesse que será o nosso último dia de nossa trip.

Pois é, chegou ao fim a mais intensa de nossas viagens. Cansados e descansados, felizes por tudo, mas tristes pelo fim. Agora, só uma próxima vez.

Até mais! Nos vemos em outra!

1 Comment

  1. Amei a salsichinha kkkk

    Migos adorei acompanhar mais uma viagem de vocês! Fiquei apenas um pouco decepcionada que vocês perderam essa oportunidade de beber cerveja e preferiram beber água com gás, mas tudo bem hahahahah

    Bem vindos de volta <3

Deixe uma resposta para Isabella Cancelar resposta